5 projetos para você apoiar e fazer o bem em 2019

Fazer o bem e ajudar as pessoas

Ano Novo, novas resoluções e muitas delas vão ficando pelo caminho. Mas que tal você escolher uma ONG ou projeto bacanudo para apoiar em 2019 e seguir determinado fazendo o bem? Porque tudo que vai, volta. Porque quanto mais ajudamos os outros, mais recebemos ajuda. Porque vivemos em rede. Conectados.

Abrigo Anjo Gabriel, São Miguel Paulista/SP

Há anos sou muito fã da Drika, que dedica todo seu tempo a cuidar desse abrigo lindo. O local está superlotado, porque ela tem o coração do tamanho do mundo. Atualmente há 329 gatinhos.

Eu não deveria, mas ainda me assusto com a maldade humana. Humanos agindo pior que animais irracionais: os gatos são resgatados queimados, espancados, com olhos perfurados, deformados pela bicheira, atropelados e largados.

O abrigo vive apenas de doações e de campanhas feitas na internet. Não é uma ONG nem tem sede. É apenas uma pessoa dedicada e um grupo de voluntários que, assim como eu, não suportam ver animais sofrendo.

Você pode apadrinhar um gatinho e contribuir mensalmente ou fazer doações avulsas e também participar das rifas e campanhas para arrecadar fundos.

Os bichanos são cuidados, castrados e colocados para adoção. Em 2018, foram 1001 castrações de gatos resgatados e de animais de catadores de material reciclável, acumuladoras, pessoas carentes e de duas favelas que o abrigo tenta ajudar a conter o abandono.

A Drika faz tudo de forma muito transparente postando no Facebook e no Instagram as notas fiscais dos gastos no veterinário, hospitais, etc.

“…assim como tem gente ruim, também tem gente boa, que acolhe, que ajuda, que ama e protege. Talvez sejamos somente uma gotinha do oceano. Mas não tem problema, somos uma gotinha forte, que não seca, que não se abala, que não desiste. E vamos continuar.”

Abrigo Anjo Gabriel

Rio Eco Pets

Esse é um dos belos exemplos de como pequenas ações podem ter um grande impacto. Basta você juntar tampinhas plásticas de bebidas, produtos alimentícios, de higiene pessoal e limpeza e levar em algum dos locais de coleta.

projeto sem fins lucrativos coleta, vende as tampas e doa o valor obtido a projetos, ONGs e protetores animais castrarem bichanos como, por exemplo, do Toca do bicho, Gatos do tijolinho e Associação 4 patinhas.

Há mais de 70 pontos de coleta no Rio. Você também pode ser um voluntário para coleta e transporte das tampinhas.

Eu falo com um monte de amigos, peço para eles irem juntando e depois eu pego. Não custa nada.

Projeto semelhante também funciona em Florianópolis.

Rio Eco Pets

“Grandes realizações não são alcançadas individualmente mas através da adição coletiva de mentes talentosas e corações inspirados. (…) Que cada um pratique o cuidar e compartilhar. Que todos sejam abastecidos de amor e ofereçam seu tempo para ajudar o coletivo”, Brahma Kumaris

Projeto RUAS/RJ

É uma rede que trabalha para promover o bem-estar e a cidadania da população em situação de rua com informação e estímulo por meio dos residentes dos bairros ao seu entorno.

Segundo o RUAS, estima-se que aproximadamente 100 mil pessoas no Brasil se encontram em situação de rua, sendo mais de 14 mil no Rio de Janeiro.

O projeto é apartidário e não recebe recursos públicos. Há várias atividades como rondas, que acontecem toda semana, atualmente em três bairros do Rio, com voluntários treinados que levam dinâmicas sobre saúde, arte, cultura e tecnologia.

São feitas também conexões com serviços sociais como centros de reabilitação, contatos com as famílias, registro civil, etc. Nos casos de dependência química, o projeto auxilia no ingresso em casas de recuperação parceiras do RUAS e fazemos contatos semanais e visitas mensais.

Você pode ser um voluntário do projeto nas atividades e com ajuda financeira pontual ou recorrente.

Projeto Ruas

Cataki

Cataki é um aplicativo que conecta catadores de materiais recicláveis com pessoas e empresas. Segundo o app, o Brasil gera 200 toneladas de resíduos diariamente e mais da metade vai para aterros sanitários. R$ 8 bilhões em materiais recicláveis são enterrados por ano.

Você pode ajudar cadastrando o catador da sua rua no app e também chamá-lo para coletar alumínio, eletrônicos, pilha, papel, plástico, metal, móveis, óleo de cozinha e até entulho. Entre em contato, converse e encontre um valor justo para a coleta.

Assim você ajuda o planeta com menos emissão de CO2, reduzindo a poluição dos solos e quantidade de lixo que vai para os aterros sanitários. Além de colaborar gerando fonte de renda num país onde há mais de 12 milhões de desempregados, de acordo com os dados mais recentes do IBGE.

Cataki aplicativo para catadores

Parque Nacional da Tijuca/RJ

Parque Nacional da Tijuca é composto pelo Maciço da Tijuca – Paineiras, Corcovado, Tijuca, Gávea Pequena, Trapicheiro, Andaraí, Três Rios e Covanca, além do Parque Lage e Serra dos Pretos Forros. É uma área de 39,51 km². Linda de doer.

A Associação dos Amigos do Parque tem a missão de colaborar com a conservação, proteção e promoção da natureza. Você também pode ser um Amigo do Parque contribuindo mensalmente e ter direito a uma série de benefícios como entrar antes do horário de abertura oficial e ter desconto em quiosques e restaurantes no local. Também pode fazer parte do programa de voluntariado. Já foram feitos mais de 100 mutirões de limpeza e mais de 10 mil horas de trabalho já foram doadas.

Pode ser voluntária qualquer pessoa com mais de 18 anos ou menor autorizado por responsável. O Programa consiste em mutirões mensais, atividades semanais, adoção de trilhas, voluntariado de longa duração e monitoramento da visitação e orientação dos visitantes.

Seja voluntario do Parque Nacional da Tijuca

Eu disse que ia citar cinco ONGs e projetos, mas tem tanta coisa bonita acontecendo por esse Brasilzão de meu Deus. Estamos todos conectados, fazemos parte de uma grande família global. Não podemos virar as costas para tanta gente precisando de ajuda. Dá uma olhada nesses outros projetos para te inspirar a participar:

  • Teto – constrói casas populares para pessoas que moram em situação precária);
  • ONG Banco de Alimentos – transforma o que seria desperdício em comida de qualidade para quem precisa);
  • ONG Todos Pela Educação – contribui para que até 2030 o país assegure educação básica pública de qualidade a crianças e jovens;
  • ONG Paraíso dos Focinhos – resgata, recupera e coloca cães, gatos e cavalos para adoção;
  • ONG Amparando JG – atende famílias que vivem na extrema pobreza no antigo aterro sanitário de Jardim Gramacho, na Baixada Fluminense);
  • ONG One by One – doa cadeiras de rodas para crianças de baixa renda com necessidades especiais);
  • ONG Argilando – dissemina o voluntariado colocando pessoas em contato com as ações sociais. São 12 projetos lindos como o 365 dias de agir e Mini gentilezas;
  • ACNUR (Agência da ONU para refugiados) – A crise dos refugiados é mundialmente conhecida: seja pela guerra, fome, aquecimento global, pessoas da Síria, Afeganistão, Sudão do Sul, Venezuela e de tantos outros países deixaram suas casas e buscam segurança em algum lugar.

Com qual desses projetos você mais se identifica e por quê? Me conta. Vamos juntos mudar o mundo!

Fonte: Coluna Dois cafés e a conta do Globo (Mauro Ventura) e Observatório do Terceiro Setor.

Sou jornalista, palestrante, produtora de conteúdo e idealizadora do Projeto Conteúdo que faz bem. Ajudo empresas do segmento de vida saudável e negócios sustentáveis a comunicarem sua essência e causas que defendem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *